Produção de electricidade de fontes renováveis cresceu 71%

O total da potência instalada renovável atingiu 9 374 MW, no final de Setembro de 2010, de acordo com as estatísticas da Direcção-Geral da Energia e Geologia (DGEG). O aumento de potência, relativamente a Julho, verificou-se com a entrada em funcionamento de cinco novas centrais, três fotovoltaicas, uma eólica e outra de biogás e ao reforço de potência em duas das centrais eólicas já existentes

A produção total de energia eléctrica, a partir de fontes de energias renováveis, registou um acréscimo de 71 por cento de Janeiro a Setembro de 2010, relativamente a igual período de 2009.


Começa a verificar-se um abrandamento do crescimento da produção devido, essencialmente, ao comportamento da sua componente hídrica registado no 3º trimestre, comparativamente ao registado nos primeiros seis meses do ano. Assim, enquanto neste período a produção hídrica cresce 128 por cento, relativamente ao período homólogo de 2009, no 3º trimestre já só regista um acréscimo de 40 por cento.


A produção eólica, de Janeiro a Setembro de 2010, cresceu 34 por cento relativamente a igual período de 2009. «A produção eólica acompanha a evolução verificada na produção hídrica registando um crescimento de 49 por cento no 1º semestre, enquanto no 3º trimestre cresce 2 por cento».

Até Setembro de 2010 foram já licenciados cerca de 10 461 MW de instalações electroprodutoras a partir de fontes de energia renovável ( mais 12 por cento relativamente à potência instalada actualmente). Até Setembro de 2010, foram licenciados 4 433 MW de potência eólica. Atendendo à potência licenciada, prevê-se que até final de 2010 estejam instalados 4 000 MW de potência eólica no sistema eólico nacional.

O total de potência licenciada renovável está concentrado no norte do País, essencialmente devido à localização das grandes hídricas e de um número significativo de parques eólicos. Os distritos de Lisboa, Leiria, Faro, Castelo Branco e Viseu apresentam uma forte componente eólica, superior a 50 por cento da potência renovável desses distritos.

A produção eólica, de Janeiro a Setembro de 2010, cresceu 34 por cento relativamente a igual período de 2009. «A produção eólica acompanha a evolução verificada na produção hídrica registando um crescimento de 49 por cento no 1º semestre, enquanto no 3º trimestre cresce 2 por cento».

fonte:ambienteonline

publicado por adm às 22:43 | comentar | favorito