UE vai ultrapassar meta de energia renovável de 20 por cento em 2020

A UE-27 irá exceder a meta de 20 por cento do consumo bruto final de energia ser proveniente de fontes renováveis até 2020. A previsão da European Wind Energy Association (EWEA) aponta para uma cota de 34 por cento das renováveis no consumo total de electricidade, de acordo com a análise dos 27 Planos de Acção Nacional de Energia Renovável, apresentados pelos Estados-membros à Comissão Europeia.

A energia eólica vai gerar 14 por cento da procura total de electricidade da Europa em 2020 (494 TWh de 213 GW de capacidade instalada), mais do que qualquer outra fonte renovável, contra 4,2 por cento em 2009.
A Irlanda será o país com o maior nível de penetração de energia eólica com 36,4 por cento do seu consumo total de electricidade, seguido pela Dinamarca com 31 por cento.

Dos 34 por cento, 14,1 por cento é proveniente da energia eólica (10 por cento onshore, e 4 por cento offshore), 10,5 por cento a partir de hidroeléctricas, 6,6 por cento a partir de biomassa, 2,7 por cento a partir de energia solar fotovoltaica, 0,5 por cento a partir de energia solar concentrada, 0,3 por cento da energia geotérmica e 0,1 por cento do oceano.

A nível nacional, estima-se que nessa data a produção de electricidade a partir de renováveis corresponda a mais de 55 por cento do consumo total de energia, sendo que a energia eólica será responsável por 41 por cento desta fatia. Ainda assim, Portugal é um dos 10 Estados-membros que cumprirão os seus objectivos nacionais.

15 Estados-membros prevêem ultrapassar as suas metas nacionais: Bulgária, Espanha, Grécia, Hungria e Alemanha. Apenas Luxemburgo e Itália deverão socorrer-se dos mecanismos de cooperação para atingir os seus objectivos nacionais.

fonte:ambienteonline

publicado por adm às 22:57 | comentar | favorito