Angela Merkel promete mais renováveis e menos nuclear

chanceler alemã, Angela Merkel, prometeu hoje acelerar a transição do setor energéticoda Alemanha do nuclear para as renováveis, em resposta ao acidente nuclear no Japão.

 

Num discurso perante o Bundestag (câmara baixa do parlamento alemão), Merkel disse que "a catástrofe no Japão tem dimensões apocalípticas".

No início da semana, Merkel anunciou uma moratória de três meses a uma decisão de prolongar o tempo de vida das sete centrais nucleares mais antigas da Alemanha (que tem atualmente 17 centrais em operação).
"Queremos chegar rapidamente à era das energias renováveis. Esse é o nosso objetivo", disse Merkel.

No ano passado, Merkel havia adotado uma lei para prolongar o tempo de vida das centrais nucleares alemãs, contrariando o prazo estipulado pelo governo anterior (sociais-democratas do SPD e Verdes), que apontava para o fim do recurso ao nuclear até 2020.

A chanceler justificou o retrocesso na política energética pelas preocupações de segurança suscitadas pela crise japonesa, e instou os partidos de oposição -- particularmente os Verdes -- a apoiar novas medidas visando o desenvolvimento das energias alternativas, nomeadamente através da criação de grandes parques eólicos.

Merkel também rejeitou acusações de eleitoralismo lançadas por deputados da oposição, que argumentaram que as medidas agora anunciadas destinam-se a ganhar votos numa série de eleições regionais previstas para este ano.

fonte:http://aeiou.expresso.pt/

publicado por adm às 23:15 | comentar | favorito