REN investirá 450 milhões para apoiar nova produção renovável

As metas nacionais de aumento das renováveis levarão a REN a reservar mais de um quarto dos seus investimentos na rede eléctrica nos próximos cinco anos para dar suporte a essa expansão, mas Rui Cartaxo diz que o plano "é flexível".


Mais produção eólica obriga a reforço da rede de transporte.


A REN – Redes Energéticas Nacionais planeia investir cerca de 450 milhões de euros entre 2012 e 2016 na rede de transporte apenas para suportar as novas unidades de produção de electricidade a partir de fontes renováveis.

O valor consta do plano de desenvolvimento e investimento da rede de transporte de electricidade para os próximos cinco anos, plano esse que acaba de entrar em consulta pública e cuja versão final será entregue até 31 de Julho à Direcção Geral de Energia e Geologia.

O plano prevê investimentos globais de 1,6 mil milhões de euros, já incluídos na estratégia que a REN apresentou em Novembro no seu Dia do Investidor. A integração da nova potência renovável é a segunda maior componente do plano da REN para a electricidade.

A REN prevê destinar quase 34% do investimento de 2012 a 2016 à ligação à distribuição e a clientes, sendo a manutenção da segurança de abastecimento o principal objectivo da empresa.
O presidente da REN, Rui Cartaxo, afirmou durante a apresentação público do plano que o processo de consulta pública “assegura um diálogo muito grande entre a empresa e a sociedade”.

O CEO da REN disse ainda ao Negócios que “este plano é flexível”. Uma eventual contenção nos investimentos de Portugal nas renováveis terá repercussões na REN. “Se de facto vierem a ser revistas para baixo as metas de algumas renováveis, nós ajustaremos o plano”, indicou Rui Cartaxo.


fonte:Jornal de Negocios

publicado por adm às 23:11 | comentar | favorito