Presidente do Senegal pede compromisso para produção de electricidade alternativa

O Presidente do Senegal, Abdoulaye Wade, pediu ao seu governo para se comprometer activamente a promover a energia solar, anunciou um comunicado do Conselho de Ministros.
O chefe de Estado do Senegal pediu ao Governo “para fazer com que uma parte da iluminação das novas construções seja  garantida pela energia solar”. Para tal, Wade encarregou o Primeiro-Ministro, Souleimane Ndené Ndiaye, de proceder a uma revisão do Código de Urbanismo. O Chefe de Estado senegalês realçou a cobertura do território nacional pela empresa pública de electricidade e a sua potencialidade de generalizar a energia solar.
Abdoulaye Wade ordenou ao seu Governo para preparar textos a fim de redefinir as missões da Sociedade Nacional de Electricidade, no sentido de um “programa obrigatório de associação térmica e solar”, diz o comunicado.
De acordo com o Presidente Wade, trata-se de “reforçar a capacidade da Sociedade Nacional de Electricidade no fornecimento de energia e dotá-la de equipamentos solares paralelamente ao fornecimento da energia térmica”.
De acordo com o comunicado difundido pelo Governo, a instalação dos equipamentos  está a cargo dos clientes e dos beneficiários.
O chefe de Estado referiu-se à decisão do Banco Mundial de intervir na execução do plano de fornecimento de energia através de um financiamento de mais de 100 milhões de dólares,  para a vertente do transporte, da distribuição da energia eléctrica e da aquisição de contadores pré-pagos.
Em relação às dificuldades enfrentadas pelas comunidades locais na gestão da iluminação pública e recolha de lixo, o Chefe de Estado reiterou a disposição do seu Governo de prestar mais atenção a essas questões.
“O papel do Estado é estar ao lado das comunas e comunidades rurais, sempre que as suas obrigações excedam os seus meios”, lê-se no texto comunicado.
Segundo o comunicado, “o Senegal pretende pedir ao Banco Mundial o financiamento de um plano directivo no domínio da energia e do desenvolvimento de energias renováveis”. O ministério senegalês da Energia informou que “o Senegal assinou um acordo de empréstimo com a Índia de 28 milhões de dólares para o financiamento de projectos de electrificação rural”.

fonte:http://jornaldeangola.sapo.ao/

publicado por adm às 22:16 | comentar | favorito