Energias renováveis combatem iliteracia em África

Em véspera do Dia Mundial da Alfabetização, o AmbienteOnline foi espreitar projectos em curso que estão alinhados com os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM). A TESE – Associação para o Desenvolvimento, é uma ONGD portuguesa que está a implementar dois projectos deste tipo em São Tomé e Príncipe e Guiné-Bissau. 

Aumentar o acesso a alfabetização de crianças e adultos, em particular de mulheres, através da iluminação de infra-estruturas escolares com recurso a energia solar é o grande objectivo dos dois projectos desenvolvidos pelos Engenheiros Sem Fronteiras da TESE. 

Estes dois projectos, que serão concluídos no final deste ano, procuram contornar o constrangimento que potenciais beneficiários tinham em largar as suas tarefas diárias que lhes dão rendimentos, para frequentar cursos de alfabetização. A iluminação em período nocturno de escolas maioritariamente situadas em meio rural permite que mulheres e homens realizem as suas tarefas durante o dia e tenham acesso a cursos de alfabetização nocturnos. 

O projecto Extensão Luz Bin, financiado pela Fundação EDP e pela TESE, na Guiné-Bissau, deverá equipar 15 salas escolares rurais com sistemas de iluminação solar, formar 15 professores, melhorar a gestão escolar para alargamento do horário escolar e garantir a correcta operação e manutenção dos equipamentos solares, e estudar a viabilidade de gestão de novas tecnologias solares: lampiões, fornos e purificadores, em escolas piloto. 

O projecto Escolas Solares de São Tomé e Príncipe, implementado em parceria com o Ministério da Educação, Cultura e Formação da República de São Tomé e Príncipe abrange 42 salas de 31 escolas, aumentando em 28 mil o número de horas de aulas/ano, apoiar e melhorar os serviços de gestão escolar, e capacitar técnicos em manutenção e instalação de sistemas de energia solar e formar jovens empreendedores, para potenciar a geração de rendimento. 

Segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento a Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe, encontram-se na 151ª e 109ª posição em 179 do ranking mundial de alfabetização, respectivamente (dados de 2009).

fonte:http://www.ambienteonline.pt/

publicado por adm às 22:30 | comentar | favorito