Nasce em Peniche um projecto inovador de produção de energia

Chama-se Wave Roller e foi concebido para converter a energia de ondas em eletricidade. O projeto foi criado pela empresa finlandesa AW-Energy que constitui com a portuguesa Eneólica, pertencente ao Grupo Lena, o consórcio detentor da tecnologia. É inovador, único a nível mundial e está a ser implantado em Peniche.

No passado dia 2 de Janeiro de 2012, chegaram aos Estaleiros Navais de Peniche os três módulos de produção do projeto Wave Roller, que gera energia através das correntes submarinas do fundo do mar. Estes módulos, constituem a versão pré-comercial desta tecnologia e serão instalados no mar de Peniche, ao largo da praia da Almagreira, onde anteriormente foi testado um protótipo. 
Os componentes foram fabricados em Kotka, na Finlândia, mas os trabalhos de montagem final e preparação da fixação da estrutura ao fundo do mar estão a cargo dos Estaleiros Navais de Peniche, um dos dez parceiros do projeto - entre os quais estão entre os quais o Município de Peniche, o Instituto Hidrográfico, a Bosch Rexroth do Grupo Bosch, e as duas empresas que constituem o consórcio detentor da tecnologia, a finlandesa AW-Energy e a portuguesa Eneólica, pertencente ao Grupo Lena.

Porquê Peniche?

Segundo a Eneólica, entre as particularidades que levaram à escolha de Peniche para o lançamento deste projeto-piloto estão as “condições naturais de recurso (ondas) extraordinárias”, a existência de know-how associado à economia oceânica local, nomeadamente os estaleiros e atividades relacionadas com empreitadas no mar e ainda a “forte vontade local de fazer parte da história do desenvolvimento da energia das ondas”.
O consórcio prevê que a versão pré-comercial do Wave Roller seja instalada durante a primavera de 2012. Esta tecnologia visa produzir energia elétrica a partir das ondas de fundo que se formam entre os 15 e os 30 metros de profundidade. A profundidade e os fundos com características adequadas a esta tecnologia foram identificados há cerca de quatro anos ao largo da praia da Almagreira, onde começa a surgir uma zona piloto para instalação de tecnologias de geração de energia das ondas, revela uma nota divulgada pela Câmara Municipal de Peniche.
Esta tecnologia inovadora foi criada em 2007 pela AW Energy para ser comercializada e testada em Portugal pela Eneólica, durante uma primeira fase de demonstração do projecto-piloto. A perspetiva de sucesso do equipamento a instalar na versão pré-comercial, levou os promotores a iniciar o desenvolvimento de uma versão comercial de 5Mw, com previsão de instalação em 2013. 
A versão pré-comercial do WaveRoller é cofinanciada pela Comissão Europeia, através do 7.º Programa-Quadro, num projeto denominado SURGE - Simple Underwater Renewable Prodution of Electricity (Produção Subaquática Simples de Energia Elétrica Renovável). 
O objetivo dos promotores passa por vir a criar na praia da Almagreira um grande parque mundial de energia das ondas e entrar depois numa fase de exploração comercial do projeto com uma potência instalada entre os 50 e os 100 megawatts (MW).
Impactos ambientais e nas atividades marinhas locais limitados, menor exposição aos fenomenos climáticos, maior proximidade a terra, operação e manutenção simples de baixo custo e uma menor dependência das condições de vento locais nas zonas de ondulação, são algumas das vantagens deste sistema, segundo a Eneólica.  “A energia contida nos oceanos, por ser uma forma muito concentrada de energia solar, e vento, representa um potencial energético muito grande e de importância fulcral, especialmente para Portugal”, destaca a Eneólica no seu site na internet, acrescentando a energia oceânica poderá seja uma das fontes renováveis com maior crescimento em termos de aproveitamento até 2020. 
fonte:http://www.mundoportugues.org/c
publicado por adm às 23:33 | comentar | favorito
tags: