Renegociações de contratos afectam 3477 MW de potência eólica

Ao todo, são 3477 MW de potência eólica que poderão ver os seus contratos de remuneração à produção alterados. A revisão em baixa da chamada “subsidiação” das renováveis é um dos pontos sensíveis da reforma do sector energético nacional, sendo que o mais recente relatório de revisão do memorando da troika, divulgado ontem, assegura que «a revisão dos sistemas de apoio às renováveis será efectuada para as capacidades que não foram objecto de concurso público».

Dos 4309 MW de potência eólica instalados actualmente em Portugal Continental (distribuídos por 231 parques com um total de 2220 turbinas), apenas 832 MW dizem respeito a potência atribuída no conjunto das três fases do Concurso Público para a eólica, adjudicadas entre 2006 e 2008.

Além da potência já instalada e em funcionamento, estão ainda planeados – e em diferentes processos de licenciamento ou início de construção – cerca de 1000 MW subjacentes aos lotes atribuídos no concurso eólico, que deverão ser concluídos até 2015.

fonte:http://www.ambienteonline.pt

publicado por adm às 22:51 | comentar | favorito