Portugal tem 186 pequenas centrais hidroeléctricas

Mini-hídrica podem abastecer o consumo doméstico de uma cidade com 700 mil habitantes, como por exemplo Lisboa.

O país tem cerca de 48 centrais com potência entre 10 MW a 30 MW e 138 com potência inferior ou igual a 10 MW em funcionamento. Todas consideradas pequenas centrais hidroeléctricas (que vulgarmente se designam de mini-hídricas), e que correspondem à instalação de 590 MW de potência e a uma produção média de mil MW. Para melhor ilustrar esta capacidade, saliente-se que é passível de abastecer o consumo doméstico de uma cidade com 700 mil habitantes, como por exemplo Lisboa.

O negócio das pequenas centrais hidroeléctricas oferece potencialidades de crescimento, existindo, seguramente condições para duplicar a capacidade instalada e porventura até atingir os 1000 MW. Mas desde há quatro anos a esta parte que a actividade vive um impasse e não têm sido atribuídas novas licenças, acrescentou, apesar de haver cerca de mil novos pedidos. No entanto, não é um negócio para qualquer um e, refira-se, 95% da capacidade instalada está localizada da bacia do Mondego para Norte, assim como a potencialidade para a construção de novos equipamentos. Os valores de investimento inerentes obrigam a que os potenciais interessados tenham alguma capacidade financeira. Os valores de investimento podem variar entre os dois a três milhões de euros por MW. Talvez por isso, o negócio está concentrado em quatro entidades empresarias, existindo também alguns pequenos operadores.

Quatro operadores em Portugal 
A EDP é a principal operadora das pequenas centrais hidroeléctricas com cerca de 160 MW, embora neste momento esteja um pouco desinteressada do negócio. Esta actividade é ainda explorada pela Hidrocentrais Reunidas (empresa de capital austríaco) que responde por uma capacidade instalada de 42 MW, pela portuguesa Generg (tem 33 MW), pela luso-alemã Hidroerg (20 MW) e ainda pela sociedade Empreendimentos Hidroeléctricos do Alto Tâmega e Barroso.

 

fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 23:26 | comentar | favorito