Portugal é o quarto país da UE mais perto de atingir meta das renováveis em 2020

Portugal é o quarto país da União Europeia mais avançado em termos de cumprimento das metas para 2020 sobre peso das fontes de energia renováveis no consumo final de energia, de acordo com um relatório do Ministério da Economia.

Segundo o documento de apoio à revisão dos Planos Nacionais de Ação para a Eficiência Energética (PNAEE) e para as Energias Renováveis (PNAER), Portugal já tinha cumprido, em 2009, 79 por cento dos objetivos previstos, sendo apenas superado pela Suécia, Finlândia e Áustria.

Para cumprir a meta até 2020, faltavam apenas seis por cento, de acordo com o documento, que conclui que “os desafios associados ao PNAER são hoje facilmente alcançáveis com medidas de menor investimento”.

“A revisão do plano requer uma redução no pacote de medidas e deve centrar-se no ajustamento da oferta à procura”, realça o documento hoje divulgado, que está disponível para consulta pública até ao próximo dia 18 de maio.

Neste contexto, a potência atribuída e não instalada, de fontes renováveis, é de 1,6GW, considerando “prioritário” o seu seguimento e garantia de entrada na rede, mas, ressalvando, não parecer crítico licenciar potência adicional no curto/médio prazo.

O documento admite a possibilidade de a obrigação de incorporação de biocombustíveis substitutos da gasolina ser numa percentagem superior à inicialmente prevista, de 2,5 por cento.

Em matéria de eficiência energética, refere, "o pacote de medidas deve ser reforçado em algumas das medidas existentes e com novas medidas de baixo custo para atingir as metas".

fonte_:http://www.energiasrenovaveis.com/

publicado por adm às 09:38 | comentar | favorito