Subsídios às renováveis somaram 69,2 mil milhões em 2011

Em 2011 os subsídios às renováveis ascenderam a 69,2 mil milhões de euros, a nível mundial. Mas nos combustíveis a subsidiação ultrapassou os 411 mil milhões.

Os subsídios à produção de energia eléctrica a partir de fontes renováveis (e à produção de biocombustíveis) ascendeu a 88 biliões de dólares (69,2 mil milhões de euros), refere o relatório da Agência Internacional de Energia (AIE) divulgado esta segunda-feira.

No entanto, e ainda segundo o mesmo documento, os subsídios aos combustíveis fósseis foi da ordem dos 523 biliões de dólares (411,5 mil milhões de euros).

Outra das conclusões da AIE nota que as renováveis  serão a segunda fonte de geração de energia eléctrica já em 2015, a nível mundial, com o carvão ainda à frente. "A rápida expansão das energias eólica e solar tem consolidado a posição das energias renováveis como componente indispensável da matriz energética global", referem os responsáveis da AIE.

E adiantam ainda que "as fontes de energia renováveis aumentam a um ritmo rápido devido à baixa dos custos da tecnologia, ao aumento dos preços dos combustíveis fósseis e também do carbono".

Recorde-se que no final do primeiro semestre de 2012 Portugal era o 10º país do mundo com mais capacidade eólica. Uma tabela liderada pela China, logo seguida pelos Estados Unidos.

fonte:http://expresso.sapo.pt/s

publicado por adm às 23:26 | comentar | favorito