Governo quer 250MW de energia hídrica em 2011

O Conselho de Ministros decidiu lançar diversos procedimentos concursais de iniciativa pública para adjudicação de centrais mini-hídricas durante os anos de 2010 e 2011, em várias regiões do país.

Esta Resolução vem no sentido de concretizar a Estratégia Nacional para a Energia 2020, no que respeita ao potencial de produção de energia hídrica através de mini-hídricas e alcançar, assim, a meta de atribuição de potência estabelecida por esta estratégia.

As previsões apontam para que, com o lançamento destes procedimentos, seja atingido o potencial de 250 MW já em 2011.

A ideia é concentrar num único procedimento a obtenção das duas autorizações necessárias à total exploração de uma central mini-hídrica: por um lado, o título de utilização de recursos hídricos e, por outro lado, a capacidade de injecção de potência na rede eléctrica de serviço público. Uma articulação que, segundo o comunicado publicado no sítio do Conselho de Ministros, se traduz «numa importante simplificação de procedimentos, ao mesmo tempo que contribui de forma decisiva para o cumprimento de uma meta estabelecida na Estratégia Nacional para a Energia 2020».

O mesmo comunicado recorda que «a aposta que se fez nas energias renováveis, aprovada pela Estratégia Nacional para a Energia 2020, é essencial para assegurar a diminuição da dependência energética do País» e que «a produção de energia nacional permite, por um lado, a criação de riqueza e de postos de trabalho e, por outro lado, a diminuição das importações de energia».

fonte:ambienteonline

publicado por adm às 23:38 | comentar | favorito